terça-feira, 24 de março de 2009

PEQUENAS NAVEGAÇÕES
Cartas de Amor
Quem ler o subtítulo deste livro pensará inevitavelmente que vai ler a correspondência íntima entre dois (ou mais) apaixonados, mas está bem enganado.
As (pequenas) cartas escritas por Alckmar Santos, Frank Baez e por Paola Rettore, a autora do livro, revelam muita ironia, muita agressividade e algum ódio. Que contrastam com as colagens e as micropaisagens da autora e do Marcelo Kraiser.
Graficamente, PEQUENAS NAVEGAÇÕES é uma preciosidade, com um belíssimo design e uma muito boa impressão, a fazer sobressair um delicioso conteúdo.
A edição é da própria Paola Rettore, a directora e argumentista do livro, que conta com uma longa lista de colaboradores sobretudo na realização de “Graphonoptik”, o DVD que acompanha o PEQUENAS NAVEGAÇÕES, com uma dezena e meia de vídeos que podemos considerar igualmente como videocartas (ou videocartas de amor) de Marcelo Kraiser, com a participação de dançarinas, músicos, poetas e declamadores, entre os quais Alckmar Santos, Fernando Aguiar, Josie Cáceres, Marcelo Kraiser, e Vera Casa Nova.
Os dois vídeos nos quais participo com poemas e leitura dos mesmos, foram gravados em Diamantina, em 2006, durante o Festival de Inverno da U.F.M.G., onde nos intervalos dos cursos que fomos ministrar, aproveitámos para dar largas à imaginação e criar diversas obras em video, dança, instalação e fotografia.
Aliás, foi desse ambiente de criatividade colectiva que saíram os fotopoemas que constituem o meu livro CALLIGRAPHIES, publicado em 2007 pela Redfox Press, na Irlanda. Na altura comentei com o Marcelo que tínhamos criado obras para os próximos anos, e parece que não me enganei. Inesquecíveis, esses dias em Diamantina!
P. Rettore, M. Kraiser, F. Aguiar, "Outro Ensaio", 2006

1 comentário:

Marcelo Kraiser disse...

Olá Fernando,
Obrigado por postar estes belos comentários sobre o Pequenas Navegações!Teremos um novo lançamento aqui em Belo Horizonte, Brasil no dia 16 de Maio, em uma livraria chamada Quixote.
De fato, tínhamos material para anos de trabalho.
Um abraço,
Marcelo Kraiser