terça-feira, 16 de junho de 2009

JORNAL DE LETRAS,
ARTES E IDEIAS
Apesar de não ter sido, sequer, informado desta utilização, não deixou de ser agradável ver um dos meus poemas visuais publicado na edição de 20 de Maio do Jornal de Letras, a ilustrar o artigo “Cédula Pessoal” de José Luís Peixoto.
Este poema, da série “Calligraphies”, foi realizado em 2006 em Diamantina, uma cidade mineira com um lindíssimo centro histórico de estilo colonial, durante a minha participação no 38º Festival de Inverno da Universidade Federal de Minas Gerais.
O “JL” tem-se caracterizado por, ao longo destes últimos 24 anos, ter ignorado quase que sistematicamente tudo o que diga respeito à poesia concreta, experimental ou visual, apesar dos artigos que dedicou a Ana Hatherly, ou das colaborações de Alberto Pimenta e de E. M. de Melo e Castro que, apenas de um modo transversal e irregular se referiram a este tipo de poética.
Das raras vezes que o “JL” abordou esta temática foi no Nº 145, em 1985, quando o Luiz Fagundes Duarte e eu próprio organizámos um dossier intitulado “POESIA VISUAL: É PRECISO MEXER COM A PALAVRA”.
Dossier que abrangeu 5 páginas, incluiu um balanço sobre o movimento de Luiz Fagundes Duarte, e textos de Ana Hatherly, António Aragão, Fernando Aguiar e de Silvestre Pestana. Uma das páginas intitulada “Visoemas” incluiu obras de Abílio-José Santos, Antero de Alda, António Barros, E. M. de Melo e Castro, Fernando Aguiar, José-Alberto Marques e Silvestre Pestana.

Fernando Aguiar, "Calligraphy", 2006

4 comentários:

bruno ministro dos santos disse...

é isso que é um poema visual, não é?

uma ilustraçãozeca para textos a sério, porque o JL é só do líricossublime pra cima (e adentro)...

Maria Cida disse...

Olá Fernando!
Esta série é dos teus trabalhos de que mais gosto. Excelente escolha do JL.
Abraços poéticos.
Maria Cida

nd disse...

Só para meu uso, naturalmente, penso que não foi uma coisa linda, quer pelo acto em si, quer pela companhia. Creia-me um apaixonado pela poesia visual, sobretudo em Flash, para computador. Também fiz da outra, in ilo tempore.

JotaSP disse...

O José Luís Peixoto merece________________________________ e a "imagem" merece esse destaque__________________________