domingo, 26 de setembro de 2010


BARKAÇA


Os poetas diOli e mingau editam em Divinópolis, no Brasil, uma pequena mas curiosa revista alternativa com poemas curtos, banda desenhada, poemas visuais e micro contos.

A tiragem é de 1.000 exemplares e a distribuição gratuita. Mas, apesar de ter poucas páginas, este mensal de Minas Gerais reúne no número 8 um interessante grupo de autores, entre os quais Adriana Versiani, Marcelo Dolabela, Renato Negrão, tumati, Ana F. ou Karol Penido.

De minha autoria foram publicados dois poemas, o “Desbravando os Caminhos do Texto”, já aqui mostrado e “Um Mouro da Índia dizia que as armas são o coração dos homens”, uma expressão medieval que eu visualizei há 31 anos…


 
Fernando Aguiar, "Um Mouro da Índia...", 1979


3 comentários:

gabriela r martins disse...

passo ,como habitual mente ,em busca de algo mais......



.
um beijo

Anónimo disse...

A "Barka" dos meninos:
Da terra do "Divino",
para a terra de "Cabral".


Um beijos Fernando!


Adriana Versiani dos Anjos

ana f. disse...

Oi, Fernando. Então é você o autor do coração cheio de armas! Que legal! Voltarei mais vezes no seu blog pra dar umas espiadas no que você anda fazendo. Um beijo!